7 de dezembro de 2011

Kings of Convenience reclama de vips em shows e do nosso sistema de transporte

O duo Kings of Convenience (Foto: Divulgação)
Metade mais exigente do duo norueguês Kings of Convenience, Erlend Øye relata ter passado maus bocados no Brasil. O tom calmo da voz do cantor de 36 anos fica um pouco alterado quando ele descreve shows que fez no Rio de Janeiro e em São Paulo em 2005, com o parceiro Eirik Bøe; e em 2006, em carreira solo.

"Uma parte das pessoas queria nos ver e a outra parte era só de atores, famosos, caras que estão na lista de convidados e só ficam gritando, conversando. Eles só atrapalham. Isso é nosso maior problema, porque somos uma banda silenciosa", conta Erlend, em entrevista por telefone de um hotel na Cidade do México. "Foi por isso que convidamos todo mundo depois para um luau na praia."

Como em São Paulo não há possibilidade de um showzinho à beira-mar para mimar os fãs de verdade, os dois rapazes mandaram avisar. Durante o show no Cine Joia, os bares do lugar ficarão fechados. A dupla também pediu que, nos primeiros 30 minutos de show, não seja feito "nenhum tipo de registro fotográfico ou filmagem" por fãs ou imprensa, para não prejudicar seus folks mansos. "Dessa vez, vai ser diferente. Agora, as pessoas irão para ver o Kings of Convenience, a nossa música já está por aí faz muito tempo", explica o cantor.


O Kings of Convenience é formado por Erlend Øye (esq.) e Eirik Glambek Bøe (Foto: Divulgação)


Antes da entrevista, Erlend pediu que o papo não fosse só sobre música. O telefonema não poderia exceder 20 minutos, mas o desejo era "abordar vários aspectos: o mundo, política, desenvolvimento das cidades, arte e questões existenciais sobre vida, morte e fé".


O "desenvolvimento das cidades" é o último assunto no qual se aventura. "Na Ásia, gosto de Tóquio e Bangkok. São enormes, mas funcionam. São Paulo poderia aprender muito com elas, por sua falta de infra-estrutura. As pessoas quase só se locomovem com carros. A maioria das pessoas que conheço de São Paulo não usam transporte público. Quando peguei metrô, ele nunca ia para onde eu queria ir."Após falar sobre tecnologia ("não gosto de ler em iPads, sinto falta do barulho das folhas") e filmes (curte "Meia-noite em Paris", de Woody Allen), ele baba pela MPB. "Um ótimo disco é 'Clube da esquina', de Lô Borges e Milton Nascimento. É muito à frente de seu tempo. Poderia ter sido lançado no final dos anos 90 por uma banda de Chicago. Sempre seremos inspirados pelo João Gilberto, também. Tentamos tirar o máximo do violão."

Kings of Convenience no Brasil

São Paulo
Onde: Cine Joia - Praça Carlos Gomes, 82, Liberdade
Quando: 8 de dezembro (quinta-feira)
Ingressos: Esgotados

Rio de Janeiro
Onde: Circo Voador, Rua dos Arcos, S/N, Lapa
Quando: 10 de dezembro (sábado)
Ingressos: R$ 70 (meia-entrada e promocional com 1 kg de alimento)


Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine, descubra, informe-se!