13 de fevereiro de 2012

"...tudo valerá à pena?"




"Você se senta enquanto observa o sol se pôr e se pergunta se tudo valerá à pena. O sangue que escorreu pelo seu rosto já disse a verdade. Corra e morra sem medo de errar, viva a vida apenas pelo prazer de tentar. Chega uma época em que você decide mudar, mas nunca se sabe se é para melhor ou pior. A verdade meu caro, é que mesmo fazendo a coisa certa mais escandalosa, você sempre será julgado como o errante sutil. De dose em dose eu vou vivendo pelas ruas escuras dessa cidade em chamas. Eu nunca soube o que de fato é melhor para mim. Arrisco apenas para ser feliz e não para ser perfeito. Enquanto tenho pesadelos com seu amor, noite após noite, eu caio em tentação ao perceber o recomeço de uma nova paixão. Eu sempre serei essa criança com asas e imaginação confusa. Há apenas um meio de fazer o perfeito se tornar algo bem convencional, chutar o mundo como se fosse uma coisa sem volta. E por mais que você sangre durante esse trajeto, lembre-se apenas de não ser perfeito, mas apenas um errante sutil."


(Denis Scarpa)

Um comentário:

  1. eu sangrei e sangro a cada minuto que lembro o quanto tentei ser perfeito, agora entendo e aprendo com meus erros.Por hora fico somente com meus pesadelos.

    ResponderExcluir

Opine, descubra, informe-se!