25 de abril de 2012

30ª Bienal de SP sob a forma de constelações

Obra do brasileiro Arthur Bispo do Rosário estará na 30ª Bienal de São Paulo

Em entrevista coletiva os organizadores da Bienal de São Paulo anunciaram os detalhes sobre o evento deste ano. A Iminência das Poéticas será o tema de sua 30ª edição, que acontece de 7 de setembro a 9 de dezembro.

De acordo com o curador, o venezuelano Luis Pérez-Oramas, a Bienal será dividida em "constelações" de obras e artistas que conversam entre si. Dentro das constelações, haverá quatro zonas curatoriais (Sobrevivências, Alterformas, Derivas e Vozes) e uma zona transversal (Reverso), como forma de articular os componentes expositivos do quadro geral da mostra.
Pérez-Oramas ainda afirma que esta é "a Bienal da percepção da imagem", ao citar o ponto central da reflexão proposta, que ele classifica como "iminências"...

Quanto ao projeto educativo, introduzido à Bienal desde a sua 2ª edição, em 1953, a curadora Stela Barbieri explicou que serão desenvolvidas ações durante todo o ano. Formado por uma equipe de artistas, educadores e pesquisadores, o Educativo Bienal propõe desenvolver iniciativas, cursos e oficinas que provoquem reflexão sobre o tema da mostra, assim como sobre a vida e a arte contemporânea em suas diversas manifestações.

Outra novidade é a maneira como foi desenvolvida a identidade visual do evento deste ano. Foi criado um workshop aberto a participantes selecionados e designers convidados, que criaram trinta cartazes baseados na ideia de constelação.


Entre os artistas que irão compor a mostra, estão estrangeiros e brasileiros, que totalizam 110 nomes. Segundo Heitor Martins, presidente da fundação Bienal, o número de representantes brasileiros (23), é pequeno, pois houve uma redução no total de participantes, se comparado com outras edições. Na safra nacional estão artistas como Arthur Bispo do Rosário, Alberto Bitar e Eduardo Berliner, entre outros.


Fonte: terra.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine, descubra, informe-se!