21 de agosto de 2012

Tatuagem em garoto de 14 anos virou caso de polícia e ação judicial em Ribeirão Preto


Segundo a mãe, o filho (o menor de 14 anos) pagou R$ 30 pela tatuagem.  

O adolescente não se diz arrependido e não gostou da atitude da mãe. "Fui porque eu quis." Ele pretende fazer outras tatuagens. 

O tatuador deve responder por lesão corporal gravíssima, sujeita a pena de dois a oito anos de prisão. 

Já houve outros casos no interior de São Paulo envolvendo tatuagens em menores de idade. Em 2011, em Barra Bonita, uma mãe foi ao Conselho Tutelar após a filha de 11 anos tatuar uma folha de maconha no braço. Os conselheiros fizeram campanha de orientação em estúdios de tatuagem. 

Os pais devem ser firmes e deixar claro aos filhos que fazer uma tatuagem é uma decisão que exige maturidade e, antes dos 18 anos, é contra a lei. 




Fonte: uol.com.br

2 comentários:

  1. Pelo amor de Deus, que juventude irresponsável é essa? E esses "tatuadores", o que tem na cabeça?

    Podre, hein...

    ResponderExcluir
  2. Somos totalmente contra essa pratica em menores porém quero saber se há alguma lei federal "ou seja : superior e que anule a Municipal" ,que proíba a modificação corporal ,já que na minha cidade São Leopoldo, Rio Grande do Sul é permitida a partir dos 16 anos com prévia autorização dos responsáveis legais via reconhecimento em cartório a pratica de colocação de piercing e tatuagem definitiva segundo Lei Municipal n° 6122/2006 ??

    ResponderExcluir

Opine, descubra, informe-se!