6 de outubro de 2011

Adeus A Um Gênio HYPE

Na época em que computadores ocupavam salas inteiras,
Jobs fez melhor. Criou o Macintosh.
Já circula nas principais páginas do mundo o lamentável falecimento do visionário Steve Jobs.
Responsável, entre muitos outros adventos, pela cofundação da Apple (sabe o iPhone? Então, culpa dele), Pixar (lembra de Toy Story? Jobs de novo) e o desenvolvimento de muitos aparatos tecnológicos que revolucionaram a nossa forma de produzir e comunicar.
Não é novidade o quanto nós adoramos e apoiamos indivíduos capazes de raciocinar, inspirar e realizar feitos realmente inovadores. Afinal, como diz o ditado: "Quando todos pensam da mesma forma, ninguém está realmente pensando".

E Jobs foi uma dessas pessoas. Faleceu pacificamente aos 56 anos nesta última quarta-feira, em decorrência de um câncer no pâncreas. Porém, seu legado continuará a ser perpetuado por sua empresa e parceiros próximos.
Claro, nada na vida vem fácil. Além do câncer, Jobs lutou contra dificuldades financeiras e até mesmo com a destituição de seu cargo na empresa em que fundou, o qual conseguiu recuperar em algum tempo.

Enfim, do Macintosh ao iPod, iPhone e iPad houve ousadia, criatividade e desejo de mudança.
E ainda havia o que mudar! Por que não transformar até mesmo os computadores modernos?
Da-lhe, iPad!
Jobs não foi um daqueles indivíduos que cruzou os braços e esperou o mundo mudar: ele fez a diferença.
Quer conhecer mais desse gênio que revolucionou a nossa geração? Confira esta palestra concedida aos alunos de Stanford (EUA) em que Steve Jobs narra sua trajetória e as lições aprendidas com isso.
“Nosso tempo é limitado, por isso não devemos desperdiçá-lo vivendo a vida de alguém. Não devemos ficar presos por dogmas, que é na verdade viver com as opiniões e forma de pensar de outras pessoas.
Não deixe que o ruído da voz dos outros afoguem a sua própria voz interior. E o mais importante: é preciso ter a coragem de seguir o seu coração e sua intuição. Eles, de alguma maneira, já sabem o que você realmente deseja se tornar. Todo o resto é secundário”.
Steve Jobs - 1995 - 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine, descubra, informe-se!